Banner

Sábado, 22 de junho de 2024 - Email: [email protected]

Sábado, 22 de junho de 2024 - Email: [email protected]


Seminário debate ações para garantir equilíbrio entre produção de alimento e meio ambiente

Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite indica áreas desmatadas de forma ilegal

 

Durante a 11ª Rondônia Rural Show Internacional, realizada pelo governo do estado no período de 20 a 25 de maio, no município de Ji-Paraná, acontece o “Seminário de Agricultura de Baixo Carbono, Plano ABC+”, desenvolvido pela Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), marcado para o dia 23, objetivando apresentar e discutir com representantes do setor produtivo o método de trabalho, com metas e ações para o desenvolvimento de políticas públicas elencadas em oito eixos tecnológicos. O objetivo é garantir a produção sustentável na agropecuária e a redução das emissões de gases de efeito estufa.

O assunto deve atrair o interesse do público visitante, em razão das dificuldades pelas quais vem passando o agricultor e pecuarista, sobretudo aqueles com áreas embargadas ou com ocorrência no Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes), que indica áreas desmatadas de forma ilegal. Estas áreas são o ponto focal para implantação da maioria das tecnologias do ABC+.

Na última reunião de trabalho do Plano ABC+, o Grupo Gestor Estadual (GGE), formado por várias entidades, esteve reunido para tratar dos ajustes de metas e ações, estabelecendo como pauta a criação dos Subcomitês de Infraestrutura, Logística e Captação de Recursos. Tecnicamente, as tecnologias preconizadas no Plano ABC+ contribuem para redução de gases de efeito estufa, com práticas regulares de manejo na agropecuária, mas é necessária a injeção de recursos financeiros para implementação das ações nas propriedades rurais.

SOBRE O PLANO

Seminário de Agricultura de Baixo Carbono, Plano ABC+

O Plano ABC+ está retratado em oito programas:

  • Práticas para Recuperação de Pastagens Degradadas;
  • Sistemas de Plantio Direto;
  • Sistemas de Integração;
  • Florestas Plantadas;
  • Bioinsumos;
  • Sistemas Irrigados;
  • Manejo de Resíduos da Produção Animal; e
  • Terminação Intensiva.

IMPLEMENTAÇÃO DO PLANO

Para os técnicos envolvidos no projeto, a implementação desses eixos se mostra desafiador, tendo em vista que as metas são de grande importância para o setor primário do estado, solucionam questões de passivos ambientais e demandam grandes quantidades de recursos financeiros.

O Plano ABC+ foi apresentado pelo governador de Rondônia, Marcos Rocha, durante a última Conferência do Clima. Rondônia é um dos pioneiros a adotar e implementar as ações para redução dos gases de efeito estufa na Amazônia. “Precisamos produzir alimentos com qualidade, observando as boas práticas para proteger o meio ambiente e o equilíbrio de nosso clima”, ressaltou.

GRUPO GESTOR ESTADUAL

O titular da Secretaria de Estado da Agricultura, Luiz Paulo, defendeu a coesão do grupo gestor e o fortalecimento das entidades envolvidas, com o intuito de desenvolver as metas estabelecidas no Plano ABC+. “Rondônia está no caminho certo da produção, sem agredir o meio ambiente”, pontuou.

O Grupo Gestor Estadual é formado pelas seguintes instituições:

  • Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri): coordenadora do grupo;
  • Superintendência Federal de Agricultura do Ministério da Agricultura e Pecuária (SFA/Mapa);
  • Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron);
  • Empresa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO);
  • Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog);
  • Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam);
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa);
  • Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac);
  • Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Rondônia (Faperon);
  • Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Rondônia (OCB/RO);
  • Centro de Estudos Rioterra;
  • Instituo Federal de Rondônia (Ifro);
  • Universidade Federal de Rondônia (Unir);
  • Companhia Nacional de Abastecimento (Conab);
  • Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Rondônia (Aprosoja/RO);
  • Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (Iabs),
  • Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae);
  • Instituições financeiras; e, conta com o apoio da Agência de Cooperação Técnica Alemã-GIZ.

Fonte
Texto: Gerson Costa e Jean Carla Costa
Fotos: Ananda Carvalho e Daiane Mendonça
Secom – Governo de Rondônia



Mais notícias sobre cidades de Rondônia

Mais de 40 ruas do bairro Três Marias recebem manutenção e reparos

Mais de 13 quilômetros serão atendidos com esses serviços de reparo   Mais de 40 ruas do bairro Três Marias são atendidas por serviços de manutenção...

“FNAS pelo Brasil” debate controle da aplicação dos recursos públicos durante...

Representando a Seas, Bruno Afonso destacou a importância do evento e aproximação do governo com os municípios   Com assessoramento técnico organizacional do governo de Rondônia,...

Rio baixo e barranco alto tornam ainda mais desafiador o trabalho...

Equipe de imunização realiza maratonas para levar proteção de casa em casa nas comunidades onde o barco não atraca   Acesso às comunidades localizadas em barrancos...

Assembleia Legislativa assegura apoio a 3ª Feira Científica, em Rolim de...

Evento conta com apoio do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Marcelo Cruz. A cidade de Rolim de Moura receberá nos dias 8 e 9...

Governo de RO sedia 5ª edição do eGOV Experience Tour nesta...

O objetivo é discutir e promover as melhores práticas e inovações tecnológicas aplicadas ao setor público     Com o objetivo de discutir e promover as melhores...























Banner




Pular para a barra de ferramentas